Make your own free website on Tripod.com


Fundado em 26 de outubro de 2002


Principal

Grupo

Escotismo
Técnicas

Links

E-mail

Eventos
História
Livro de visitas
Serviços

             

 

 

 

 

 

              

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar ] Acima ] Avançar ]

O Mistério


Faixa etária: 15 a 18 anos

Forma de participação: Tropa

Nome sugerido para a atividade: O mistério

Área de crescimento: Intelectual

Objetivos: Desenvolver o poder de dedução


A Chefia prepara com antecedência uma "cena de um crime" criando para sí a história verdadeira deste "crime".
Em uma sala o ambiente necessário: uma mesa com 4 cadeira (uma delas, caída no chão). Sobre a mesa, 4 copos (dois com batom), 2 cinzeiros com restos de cigarros (alguns com batom), cartas de baralho, uma garrafa de aguardente e outras coisas que não vem ao caso. No chão, outras garrafas de aguardente, um jornal aberto na página de um seqüestro que tenha acontecido, manchas de sangue (cat chup) e uma faca também suja de "sangue". Outra cadeira caída e cordas ao seu redor. As manchas de "sangue" no chão, fazem uma trilha até a porta. Deve-se dar uma impressão de ter acontecido uma briga no local.
História Imaginária
Os Seniores, depois de observarem a cena do crime, em silêncio, reúnem-se em Patrulha e tentam "montar uma história"deduzindo os acontecimentos baseados nos indícios que observaram.
Vencerá a Patrulha que mais se aproximar da "história verídica" montada pela Chefia.
Um exemplo de uma história: Dois casais realizaram um seqüestro. Amarraram a vítima na cadeira e enquanto aguardavam o contato com os familiares para pedirem o resgate, jogavam cartas e bebiam, fazendo planos para o futuro de como gastariam o dinheiro. A bebida forte começou a fazer efeito e eles brigaram. Um deles sacou uma faca e feriu o comparsa que mesmo ferido, conseguiu fugir amparado pela companheira, perseguido pelo outro casal. No decorrer da briga, o seqüestrado consegue desamarrar-se e quando fica sozinho, aproveita a oportunidade e foge.
Com mais alguns detalhes pode-se dificultar a observação e a dedução, tornando a atividade mais "difícil", juntando-se o "dinheiro" do resgate, uma agenda telefônica, uma "carteira de policial" (para deduzir que havia um policial envolvido) e tantas outras coisas mais.
Pode-se posteriormente, solicitar que cada Patrulha "monte"uma nova história para que seja repetida a atividade, em outra oportunidade.

 

Webmaster: Jairo Rodrigo Tomaszewski