Make your own free website on Tripod.com


Fundado em 26 de outubro de 2002


Principal

Grupo

Escotismo
Técnicas

Links

E-mail

Eventos
História
Livro de visitas
Serviços

             

 

 

 

 

 

              

 

 

 

 

 

 

 

 

Montanhismo

 

Terminologia de Montanha

Principais Nós Utilizados no Montanhismo

Assentos de Escalada

 


Terminologia de Montanha

  • Ancorar: É firmar, fixar, o cabo ou o escalador a um ponto de amarração.
  • Cabo: É o mesmo que corda.
  • Cabo Solteiro: Normalmente de 6 a 8 mm de diâmetro e de cerca de 4 metros de comprimento, serve para todos os fins, sendo empregado, particularmente, na segurança individual.
  • Cocas: Pequenas voltas ocasionais que aparecem nas cordas.
  • Coçar: É gastar a corda por meio de atrito; uma corda "COÇADA" é uma corda puída.
  • Conhar: O mesmo que ajustar, apertar, acochar.
  • Costura: É passar um cabo por dentro de um mosquetão com o fim de proporcionar segurança.
  • Chicote: É a extremidade livre da corda.
  • Estropo: É um anel de corda, arrematado com um nó adequado, servindo para ser passado em torno de uma saliência da rocha, para servir como ancoragem.
    "JAMAIS USE UM ESTROPO ENCONTRADO NA MONTANHA"
  • Falcaça: É a união dos cordões do chicote, por meio de um fio, para que não desfile. Em cordas de nylon, a falcaça deve ser feita a fogo.
  • Firme: Parte que fica entre o chicote e a extremidade presa da corda.
  • Morder: É prender, por oclusão, alguma parte da corda entre outras partes ela ou entre uma parte dela e qualquer superfície rígida.
  • Permear: É dobrar a corda ao meio.
  • Retinida: É a corda fina, utilizada para trabalhos auxiliares.
  • Safar: Liberar a corda quando enrolada ou presa.
  • Seio: Parte central da corda.
  • Socar o Nó: A mesma cois que apertá-lo, ajustá-lo.

 

Ir para o topo

 


Principais Nós Utilizados no Montanhismo

Aselha

 

Aselha em Oito

Serve para fazer alças. É empregada na segurança. Quando sofre muita tensão fica difícil de desatar.   Serve para fazer alças equando acochada pode ser desfeita com mais facilidade. Também é empregada na segurança.

 

Meio Cote

 

Cote

É a volta que se dá com o chicote sobre a corda, ficando o chicote mordido pela próxima volta. Serve para arrematar um nó para fixação.   Dois "meio-cote" dados sucessivamente. Serve para arrematar outros nós e voltas, e para fixação.

 

Pescador

Serve para unir cabos de mesmo diâmetro e para arrematar um nó com mai vantagens e segurança que o mesmo-cote e o corte.

 

 

Pescador Duplo

Serve para unir cabos de mesmo di6ametro; é mais seguro que o pescador e o nó direito. Pode ser utilizado para arrematar um nó com mais vantagem que o simples, meio-cote e cote.

 

 

Volta do Fiel (Nó de Porco ou Nó de Barqueiro)

Serve para fixar um cabo a um estaca, galho, tronco, etc.

1o. Processo: Quando se pode introduzir o nó já pronto no ponto de amarração.

 

 

2o. Processo: Utilizado quando não se pode introduzir o nó, já pronto, pela extremidade do ponto de amarração.

 

 

Balsa pelo Seio

É empregado para segurança em grandes paredões, na "Travassia Tiroleza", para transportar feridos leves (desce-los) e na confecção do "assento suiço", para descida em negativa.
Para iniciá-lo permeamos parte do cabo solteiro e fazemos uma aselha, sem acochar.

 

 

Nó de Guia

É muito firme, não aperta e pode ser utilizado para unir e dar segurança.

 

Nó de Frade

É empregado nas cordas finais, lisas ou molhadas para dar empunhadura ao escalador.

 

Nó Boca de Lobo

Serve para fixar a corda em troncos e em estropos.

1o. Processo: (com chicote)

 

2o. Processo: (com o seio)

 

Ir para o topo


 

Assentos de Escalada

 

Assento Austríaco

É um assento rápido de confecionar e tão seguro quanto o Suíço. É indicado para qualquer tipo de rapel, mesmo em negativa, como de Helcp e paredões negativos. São necessários dois nós: pescador duplo para unir o cabo solteiro e uma aselha para finalizar o assento.

 

 

 

Ir para o topo

 
Webmaster: Jairo Rodrigo Tomaszewski